Aguarde...
ENVIAR POR E-MAIL

Geral

Governo propõe reajuste para a Brigada Militar

por A Razão em 03/12/2013 09:26

Compartilhar:

Mais opções

Projeto do governo prevê reajustes até 2018 para policiais militares (Foto Juliano Mendes/A Razão)

O governo do Estado protocolou ontem na Assembleia Legislativa um pacote de projetos de lei, entre eles o que propõe aumento salarial para servidores de nível médio da Brigada Militar. O outro trata do plano de carreira e de salários dos funcionários da Fundação Estadual de Proteção Ambiental. Os projetos foram entregues pelo secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, ao presidente da Assembleia, Pedro Westphalen (PP).

Segundo o líder do governo, deputado Valdeci Oliveira (PT), as mudanças nos salários da Brigada Militar irão representar, em oito anos (de 2011 até 2018), reajustes de 245% para os soldados e de 151% para os tenentes. Com os reajustes, o soldado passará de um salário básico de R$ 1.172,82 para R$ 4.050,80, e o tenente de R$ 2.680,84 para R$ 6,751,34, em 2018.

Conforme Valdeci, os projetos serão acompanhados de perto. “Vamos monitorar o andamento destes projetos de lei para poder encaminhar a pauta da melhor maneira possível. Os reajustes vão valorizar as categorias e a criação do plano de carreira da Fepam vai fortalecer a instituição”, afirma o líder governista.

O comandante-geral da Brigada destacou a importância do projeto para a corporação. “Esperamos o apoio da Assembleia porque é um projeto importante para a BM, é um aumento histórico. Em um período de oito anos, os servidores nunca haviam recebido nada igual”, disse o coronel Fábio Duarte Fernandes. Já o diretor-presidente da Fepam, Nilvo Luiz Alves da Silva, diz que o aumento de salário e a valorização da carreira dos servidores estabelece uma nova fase da Fundação.

Comentários

Participe enviando seu comentário sobre a notícia