Aguarde...
ENVIAR POR E-MAIL

Saúde

Estudantes da UFSM criam aplicativo que auxilia hemocentros a encontrar doadores

O Hemotify já conta com mais de 900 pessoas cadastradas só para o Hemocentro Regional de Santa Maria

por A Razão em 22/11/2016 16:04

Compartilhar:

Mais opções

Da esquerda para a direita, Ricardo Morcelli, Camila Missio, Fernando Henrique Berwanger e Gabriel Branco. ], criadores do aplicativo. Foto: Gabriela Pagel / Divulgaçao
Da esquerda para a direita, Ricardo Morcelli, Camila Missio, Fernando Henrique Berwanger e Gabriel Branco. ], criadores do aplicativo. Foto: Gabriela Pagel / Divulgaçao

A falta de sangue nos hospitais é um problema constante nos hospitais brasileiros. Em Santa Maria, são comuns os pedidos de doação por parte dos hospitais e pelo Hemocentro Regional. No final do ano e nas férias, a situação fica ainda mais complicada. Para auxiliar nas campanhas, um grupo de seis estudantes da Universidade Federal de Santa Maria criou o Hemotify, um aplicativo para auxiliar os hemocentros do Estado na demanda por doadores de sangue.

O aplicativo é vinculado ao Facebook, mas o interessado em ser doador se cadastra no site do Hemotify, fornecendo informações como tipo sanguíneo e cidade onde mora. Assim, todas as vezes que o hemocentro mais próximo precisar de doadores, os usuários cadastrados serão notificados via Facebook. Ontem, conforme o site de notícias da UFSM, já havia mais de 900 pessoas cadastradas para doação ao Hemocentro Regional de Santa Maria.

Ricardo Morcelli, que estuda Engenharia de Controle e Automação, conta que a ideia surgiu de uma conversa em torno de como seria mais fácil se os hemocentros tivessem uma forma de se conectar automaticamente com todos os doadores do sangue necessidade de uma vez só. O grupo de estudantes levou 70 dias para criar o aplicativo. Também participaram da equipe Daniel Eltz, que auxiliou na parte teórica, e o estudante do 2º ano do ensino médio do Colégio Técnico Industrial de Santa Maria (CTISM) Daltro de Souza, que atuou como programado. Os criadores integram a empresa Stallo Soluções de Impacto, com sede na Incubadora Tecnológica de Santa Maria.

Comentários

Participe enviando seu comentário sobre a notícia