Aguarde...
ENVIAR POR E-MAIL

Geral

Hospital da Unifra pode sair da gaveta

Prefeito Jorge Pozzobom terá uma reunião hoje à tarde, na instituição, para tratar do projeto

por José Mauro Batista em 09/01/2017 09:16

Compartilhar:

Mais opções

Parado desde agosto de 2015, o projeto de construção do hospital-escola do Centro Universitário Franciscano (Unifra) poderá ser retomado. O assunto deverá ser um dos temas de uma reunião entre o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) e a direção da Unifra, hoje, às 14h, na Reitoria da instituição de ensino. Na pauta, constam outros assuntos, como a aproximação da Prefeitura das instituições de ensino superior. Todo o secretariado vai participar do encontro.

O empreendimento, que prevê a ampliação para seis andares do Hospital São Francisco, no Bairro Nossa Senhora de Lourdes, foi “engavetado” depois que um grupo de moradores iniciou movimento contrário às obras naquela área, alegando questões ambientais. Diante dos entraves, a instituição decidiu “congelar” o projeto, mesmo com a aprovação, pela Câmara de Vereadores, de mudanças no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (PDDUA) para viabilizar o novo complexo.

O sonho de construir um hospital-escola ganhou consistência em março de 2013, quando a reitora da Unifra, Irmã Irani Rupolo, apresentou o projeto de ampliação ao então prefeito Cezar Schirmer (PMDB). Mas somente em maio de 2015, o Instituto de Planejamento (Iplan) finalizou a análise do Plano Setorial sobre o Estudo de Impacto de Vizinhança da obra.

E em julho do mesmo ano, os vereadores deram aval à alteração do Plano Diretor, autorizando a construção. Antes da alteração da lei, nenhum prédio com mais de dois andares poderia ser construído no Bairro Nossa Senhora de Lourdes.

Com os novos entraves, a Reitoria da Unifra “congelou” o projeto até que outra administração municipal assumisse. Nesse intervalo de tempo, a instituição chegou a cogitar a desistência da ampliação e investir na Casa de Saúde. O projeto de ampliação do Hospital São Francisco prevê um investimento de R$ 140 milhões para a construção de um complexo com 360 leitos.

Além do Hospital-Escola, que dará suporte aos cursos da área de Saúde da Unifra, principalmente ao curso de Medicina, o novo complexo prevê um hospital materno-infantil e unidades especializadas nas áreas de cardiologia, neurologia, oncologia, traumatologia e psiquiatria.

A estimativa é que a obra gere cerca de dois mil empregos, conforme explanação da Unifra em 19 de março de 2013, quando a proposta foi apresentada à Prefeitura. Atualmente o São Francisco tem 74 leitos e internação e uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com 11 leitos.

O chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, diz que será uma “visita institucional” e afirma que o hospital não será o principal tema. No entanto, Cortez acredita que haverá abordagem do assunto.

O PROJETO E OS ENTRAVES

Março de 2013 

Reitora da Unifra, Irmã Irani Rupolo, apresenta o projeto de ampliação do Hospital São Francisco ao então prefeito Cezar Schirmer (PMDB). Instituição prevê investir R$ 140 milhões na construção de um complexo com seis andares com Hospital-Escola, Hospital Materno- Infantil e Unidades Especializadas em cardiologia, neurologia, oncologia, psquiatria e traumatologia. São 360 leitos.

Maio de 2015 

Dois anos depois da apresentação do projeto, o Instituto de Planejamento (Iplan) conclui a análise do Plano Setorial sobre o Estudo de Impacto de Vizinhança da obra e encaminha à Secretaria de Gestão e Modernização Administrativa para a elaboração de projeto de lei visando alterações no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental para viabilizar a obra

Julho de 2015

Por unanimidade, a Câmara de Vereadores altera o Plano Diretor para permitir a construção do prédio de seis andares (antes só eram permitidos prédios de até dois pisos no Bairro Nossa Senhora de Lourdes)

Agosto de 2015 – Depois de um movimento de moradores contrário à obra e outros empecilhos, a Unifra “congela” o projeto e resolve investir no Hospital Municipal Casa de Saúde

 

GALERIA DE FOTOS

Comentários

Participe enviando seu comentário sobre a notícia