Aguarde...
ENVIAR POR E-MAIL

Geral

De quatro parques, só dois estão abertos

Com o Parque da Cacism e o da Medianeira fechados, Itaimbé e Jockey Club são as opções

por Maiquel Rosauro / Especial em 10/01/2017 09:28

Compartilhar:

Mais opções

No Itaimbé os santa-marienses encontram pichação, calçamento irregular e alguns buracos, mas nada que prejudique boas horas de lazer. (Foto : Gabriel Haesbaert / A Razão)
No Itaimbé os santa-marienses encontram pichação, calçamento irregular e alguns buracos, mas nada que prejudique boas horas de lazer. (Foto : Gabriel Haesbaert / A Razão)

Com a temperatura facilmente passando dos 35º graus em diversos dias, as atividades ao ar livre tornam-se convidativas aos fins de tarde. Porém, a falta de grandes áreas de lazer sempre foi criticada em Santa Maria. E com o fechamento do Parque da Medianeira, no final do ano passado, o problema se agravou. Dos quatro parques que a cidade possui, hoje, dois estão fechados.

Todavia, há uma boa notícia. Os parques municipais que estão abertos apresentam bom estado de conservação. Confira abaixo a situação de cada local.

Parque da Cacism

Parque da Cacism está com a manutenção em dia, mas segue fechado por tempo indeterminado. Ideia da Prefeitura é reabrir área ao público (Foto: Maiquel Rosauro / Especial / A Razão)

Está fechado por tempo indeterminado desde o dia 13 de outubro de 2015, sob a justificativa de que a manutenção da área de cinco hectares tem um alto custo para a entidade (cerca de R$ 10 mil mensais). Localizado no Bairro Nonoai, o parque foi inaugurado em 2008 e era aberto para a população.
As obras iniciaram em 2006.

À época, um acordo entre Cacism e Prefeitura previa que ambas investiriam tanto no parque quanto no Centro de Eventos, no Centro Desportivo Municipal (CDM). O parque seria cedido ao Executivo como comodato, enquanto que o Centro de Eventos passaria a ser gerido pela entidade empresarial. Porém, o convênio não chegou a ser finalizado em razão do atraso nas obras no CDM.

A Razão tentou entrar em contato ontem com o presidente da Cacism, Rodrigo Décimo, contudo o empresário está em férias fora do país. Mas há informações de que a Prefeitura e a Cacism pretendem reabrir o parque ao público.

Parque da Medianeira           

Administração do Santuário da Medianeira estuda reabertura do parque em 26 de janeiro. Mas antes fará uma avaliação da área recuperada (Foto: Maiquel Rosauro / Especial / A Razão)

O local foi fechado pela administração do Santuário Basílica da Medianeira no dia 26 de dezembro. O alto consumo de drogas, depredação e assaltos no local motivaram a restrição para o público em geral.

Conforme o administrador da Basílica, padre Lucas Carvalho, não foram registrados delitos nos sete hectares da área desde que a restrição de entrada entrou em vigor. A igreja havia estipulado que o acesso ao parque ficaria proibido por um mês, período em que também seriam realizadas algumas melhorias na infraestrutura. Porém, o prazo pode ser estendido.

“Estamos em processo de avaliação. Até segunda ordem, o parque abrirá. Contudo, vamos analisar o que foi recuperado neste período de 30 dias”, explica o padre.

Parque Jockey Club

Parque Jockey Club ganhou manutenção, mas tem poucas atrações para os santa-marienses. Área virou parque na administração passada (Foto: Maiquel Rosauro / Especial / A Razão)

Dos oito parques municipais projetados na administração Cezar Schirmer (PMDB), apenas um saiu parcialmente do papel. O Parque Municipal Jockey Club, no Bairro Juscelino Kubitschek, por muito tempo sofreu com o abandono, porém na semana passada a grama foi roçada.

Faltam áreas de sombra e há no parque apenas um pórtico, uma pracinha e quadras esportivas. O projeto para a área de 24 hectares previa restaurantes, banheiros, estacionamento, sede administrativa e pista de caminhadas, entre outras benfeitorias que ficaram pelo caminho. 

Conforme a atual gestão da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, um levantamento de todas as áreas de lazer do município está em execução. O objetivo é analisar a situação de cada local para depois definir ações conjuntas com as secretarias de Meio Ambiente e Infraestrutura.

Parque Itaimbé

Parque Itaimbé está bem conservado e possui diversas áreas de  sombra no Centro da cidade. Mas no local também há problemas (Foto: Maiquel Rosauro / Especial / A Razão)

 Uma das mais tradicionais áreas de lazer de Santa Maria, o Parque Itaimbé encontra-se em bom estado de conservação. Os assentos foram consertados e pintados, enquanto que a manutenção da área verde está em dia. 

No Itaimbé os santa-marienses encontram pichação, calçamento irregular e alguns buracos, mas nada que prejudique boas horas de lazer. O parque conta com quadras esportivas, concha acústica, pracinha, bebedouros e áreas de sombra.

Campus da UFSM

Embora não seja um parque, o campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Camobi, é um dos locais mais convidativos para atividades ao ar livre. Possui extensas áreas verdes e pista multiuso (para caminhadas e passeios de bicicleta).

Comentários

Participe enviando seu comentário sobre a notícia