Aguarde...
ENVIAR POR E-MAIL

Política

Pozzobom vai à Câmara para abertura do ano legislativo

Prefeito vai oficializar pedido para câmara abrir mão de R$ 3 milhões do orçamento

por A Razão em 21/02/2017 08:28

Compartilhar:

Mais opções

Pozzobom também vai protocolar hoje seu primeiro projeto de lei (Foto: Gabriel Haesbaert / Arquivo / A Razão)
Pozzobom também vai protocolar hoje seu primeiro projeto de lei (Foto: Gabriel Haesbaert / Arquivo / A Razão)

A Câmara de Vereadores de Santa Maria inicia hoje o Ano Legislativo, que marca o fim do recesso de verão iniciado dia 2 de janeiro, logo após a posse e eleição da Mesa Diretora, e o início propriamente dito da nova legislatura.

A sessão especial será aberta às 14h, no Plenário, pelo prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), que oficializará um acordo histórico com o Legislativo: a renúncia, por parte da Câmara, de um mês de orçamento, o chamado duodécimo.Os cerca de R$ 3 milhões que a Casa vai renunciar serão aplicados exclusivamente na área de Saúde, prioridade do governo tucano.

“Talvez seja a coisa mais inovadora para amanhã (hoje). Isso, de uma Câmara abrir mão de recursos para a Prefeitura, nunca aconteceu em Santa Maria nem no Rio Grande do Sul. E vou agradecer porque foi uma decisão dos 21 veredores”, disse Pozzobom, ontem, ao Jornal A Razão.

O prefeito também vai protocolar um projeto de lei, o primeiro de seu mandato, destinado destinado à área de Saúde. Ele quer autorização para que o valor da venda do imóvel retomado da União das Santamariense dos Estudantes (USE), na Rua do Acampamento, seja aplicado exclusivamente na Saúde. O valor venal é de R$ 4 milhões.

O prefeito estuda ainda protocolar mais dois projetos de lei, um na área de infraestrutura e outro na desenvolvimento econômico, mas a apresentação poderá não ocorrer hoje devido a questões técnicas ainda em análise.

RELAÇÃO AMISTOSA

Na entrevista ao Jornal A Razão, o prefeito reiterou que pretende ter uma relação de parceria com o Legislativo. “Vou agradecer aos 21 vereadores por abrirem mão de um duodécimo para a Saúde. Eu fui vereador e conheço o Legislativo. Vou dar tratamento igualitário com a base aliada e a oposição”, garantiu.

Ele começa com uma das maiores bases de sustentação na história legislativa recente de Santa Maria. Dos 21 vereadores, apenas cinco (quatro do PT e um do Rede) formam o bloco de oposição. E o governo pretende ainda conquistar o único vereador do Rede, Jorge Trindade, o Jorjão. E independentemente disso, Pozzobom garante ter boa relação com a bancada petista no que se refere a assuntos de interesse maior da cidade.

No discurso de hoje, ele também apresentará dados do Fila Zero, programa que pretende zerar demandas de pacientes que esperam por consulta, exames e cirurgias pelo SUS.

DISCURSO E NOVO LÍDER

O prefeito não revelou quanto tempo irá falar e se vai discursar de improviso ou levar o discurso escrito. “Vou falar com o coração. Quando vou à tribuna, falo com o coração”, disse Pozzobom, em tom bem-humorado e com a experiência de quem foi vereador e deputado estadual por dois mandatos. É possível que também hoje seja anunciado o líder do governo no Legislativo.

A negociação com a base aliada está sendo conduzida pelo ex-vereador Paulo Denardin (PP), encarregado da relação entre governo e Câmara. Desde a tragédia da Kiss, em janeiro de 2013, o Ano Legislativo não era aberto pelo chefe do Executivo.

NOVO HORÁRIO

A Câmara volta a funcionar das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30, de segundas a quintas-feiras. Nas sextas-feiras, o expediente será das 7h30 às 13h30.

Comentários

Participe enviando seu comentário sobre a notícia